domingo, 8 de janeiro de 2017

IV Trilhos Noturnos dos Templários

A 4ª edição dos Trilhos Noturnos dos Templários, prova organizada pela ACR Santa Cita Atletismo, teve um novo percurso.Tratou-se de um evento de corrida em ambiente natural, corrido em estradões e trilhos técnicos, de carácter competitivo, com um percurso circular, com partida e chegada no recinto da ACR de Santa Cita e com uma distância total de 22Km, na prova maior e 11Km na prova mais curta. Participaram neste evento cerca de 350 atletas.
No início da prova, todos quantos marcaram presença neste evento, foram brindados pela organização com um magnífico fogo-de-artifício e com a prova de Trail a ser “escoltada” nos metros iniciais por dois cavaleiros dos templários, vestidos a rigor.
Partida dos IV Trilhos Noturnos dos Templários

Os IV Trilhos Noturnos dos Templários tiveram como vencedor João Ginja, do Clube de Futebol “Os Belenenses” que fez os 22 km em 1h42;36m. Em segundo ficou Fernando Gomes, do Clube de Atletismo de Ferreira do Zêzere, com1h43;22m; seguindo-se o vencedor das últimas duas edições, na terceira posição, o tomarense Luís Mota, em representação da Casa do Benfica em Abrantes, com 1h45;15s.
 IV Trilhos Noturnos dos Templários M 40

Na geral feminina, Emília Silveira, do Monsanto Trail Running, foi a vencedora, a 2º foi Andreia Pinheiro, com 2h 17;17m, dos Galgos de Tancos, 2h 17;58m e a terceira foi Paula Branco, do União de Tomar, com 2h 26;30m.

No final, realizou-se a confraternização entre os atletas e simultaneamente foi realizada a entrega de prémios aos melhores classificados.


segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

8ª Peregrinação Tomar>Fátima

No passado dia 31  realizei, pelo oitavo ano consecutivo, a peregrinação, de Tomar a Fátima, em corrida.
Peregrinação Tomar>Fátima 2016

Depois de um ano de com bons momentos, mas com um Novembro negro, com dois acidentes de carro e falecimento do meu sogro, foi tempo de correr, em reflexão, em direção ao Santuário de Fátima.

Nas primeiras três edições a partida foi das Aboboreiras (Tomar). Seguiram-se três edições de 32 quilómetros, saindo de Tomar. Nesta edição, tal como o ano passado regressei ao primeiro percurso, Aboboreiras>Fátima de forma tranquila e em paz.

Terminamos assim 2016 desejando que 2017 seja um ano com muita saúde, harmonia e felicidade para todos os leitores do TomarAcorrida.


Números do TomarAcorrida>Fátima
Tempo
Distância
1ª Edição – 28 de Dezembro de 2009 – Sozinho
03.19.01
40 Km
2ª Edição – 31 de Dezembro de 2010 – Luís Mota e Manuel Mota
03.06.00
40 Km
3ª Edição - 26 de Dezembro de 2011 – Sozinho
03.04.40
40 Km
4ª Edição – 31 de Dezembro de 2012 – Luís Mota e Marco Franco
02.30.00
32Km
5ª Edição – 31 de Dezembro de 2013 – Sozinho
02.35.00
32Km
6ª Edição – 29 de Dezembro de 2014 – Luís e Mariana Mota
03.02.00
32Km
7ª Edição - 31 de Dezembro de 2017 – Sozinho (Luís Carlos e Gonçalo Rodrigo 10 km finais)
03.36.40
40 Km
8ª Edição - 31 de Dezembro de 2016 – Sozinho
03.31.45
40 Km


São Silvestre da Golegã 2016

No passado dia 30 de Dezembro, na capital do Cavalo realizou-se a 3ª Corrida São Silvestre da Golegã e a 2ª Caminhada de Natal. Prova organizada pela Câmara Municipal da Golegã, com uma extensão de 10km e 5km respetivamente, num percurso quase sempre plano pelas ruas da vila, teve partida e chegada junto a Câmara Municipal. A edição deste ano, a maior até agora contou com a participação de 600 atletas divididos pelas duas distâncias.


No sector masculino, João Ferreira em representação do G D Estoril Praia, foi o vencedor terminando a prova em 32m47s. Em feminina Sara Marinho, revelou-se a mais forte, vencendo com o tempo de 38m55s.

Coletivamente venceu o CUA Benaventense e em 2º lugar ficou o União de Tomar.
Uma prova bastante participada por atletas da região, com presença das principais equipas.
O Ultramaratonista Luiz Mota foi o único representante da Casa do Benfica em Abrantes, terminando na 29º lugar da geral com o registo de 36:38.



São Silvestre da Batalha 2016

O Atlético Clube da Batalha - ACB com parceria com a Câmara Municipal Batalha realizou no dia 26 de dezembro de 2015, pelas 17 horas, a 3ª São Silvestre da Batalha.
A Corrida teve uma distância de 10 km, volta única, com partida na Rua Dona Filipa de Lencastre e chegada na Rua Nossa Srª do Caminho, junto ao Mosteiro de Santa Maria da Vitória, na Batalha. Em termos individuais, Vera Portela e Wilson Canniott, foram os vencedores. Coletivamente triunfou o Industrial Vieirense.
Partida da São Silvestre da Batalha 2016
Luiz Mota, da Casa do Benfica em Abrantes, foi o 6º M45 com o registo de 36:42.
36:42 foi o tempo de Luiz Mota, na SS da Batalha
Também houve uma Caminhada na extensão aproximada 6 km.
Provas para todos, grande festa do Atletismo, na Batalha!

Luiz Mota vence os 100km de Abrantes!

Luís Mota, da Casa do Benfica de Abrantes, ficou em primeiro lugar no Trail Abrantes 100/100, o evento desportivo que vai ficar na história do programa dos 100 anos da cidade de Abrantes, fazendo 10 horas em 100km. Manuela Pinto, da equipa de Mundo da Corrida, foi a melhor classificada do escalão feminino, com o tempo de 14h38. A abrantina Inês Mariquitos  foi 3ª classificada da geral e 1ª do seu escalão terminando os 100 km com o tempo de 16h25.
Luiz Mota, na zona do Penedo Furado
Com três zonas de transição (Martinchel, 25km; Fontes, 50km; Entrevinhas, Sardoal, 75km), a prova realizada no dia 10 de dezembro teve cariz internacional, contando como prova qualificativa para o Ultra-Trail Du Mont-Blanc, nos Alpes franceses, promoveu a corrida por trilhos, evidenciando o património cultural e natural do concelho de Abrantes e as suas freguesias, o potencial turístico, gastronómico e cultural, bem como a Grande Rota do Zêzere e do Caminho do Tejo.
Luiz Mota participou na prova:
100Km; 100 anos da cidade;partida às 1:00h; Dorsal 100; demorou 10h; chegou às 11:00 em 1º
Participaram 231 atletas, oriundos de várias regiões do país, mas também do estrangeiro, destacando-se as participações de atletas (muitos pela primeira vez) do concelho de Abrantes.
Geral 100km
Com base nos comentários da maioria dos participantes, a Câmara Municipal faz um balanço muito positivo da prova que “obrigou” a uma gigantesca logística: 10 pontos de abastecimento e controlo; 120 voluntários; 30 horas de atividade ininterrupta; 1.000 litros de água; 50 kg de bananas; 50 kg de laranjas; 6 km de fita balizadora; 12.000 fitas de marcação de percurso; 10.000 fitas refletoras; 150 setas orientadoras; 170 litros de coca-cola; 10 kg de produtos isotónicos concentrados (diluídos em água, o equivalente a 500 litros); 10 kg de frutos secos e 10 kg de batata frita.

O mentor do evento foi o comissário do centenário, Nuno Gomes, adepto incondicional destas provas por trilhos, cabendo ao Clube Orientação e Aventura de Abrantes a organização técnica com o apoio dos técnicos de desporto do município. Dada a envergadura deste tipo de evento, a sua realização só foi possível graças ao envolvimento parceiro de várias entidades: Juntas de Freguesia de Abrantes e Alferrarede, Rio de Moinhos, Martinchel, Aldeia do Mato e Souto, Fontes, Carvalhal e Mouriscas; Município do Sardoal; associações desportivas e culturais das freguesias envolvidas; Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Abrantes; PSP de Abrantes e direção do TagusValley, Tecnopolo do Vale do Tejo que foi o “quartel-geral” da prova, local da partida e da chegada.

5º Leiria X-Mas Night Trail by Mr. Pizza

A prova que o objetivo era vencer o Vassoura!
Cheguei às 17:30 e a partida era às 16:30. não consegui chegar mais cedo.
Dia de temporal, com uma hora de atraso lá fui, mas fui e terminei primeiro que o vassoura!
Apenas sei que venceu o Délio Ferreira, do CA Barreira e que concluí os 30 km. Gostei!

29º GP de Atletismo da Mendiga

Realizou-se no passado dia 29 de novembro, na Mendiga, perto de Porto de Mós, o 29º GP de Atletismo da localidade.
Daniel Gregório (CA Seia) venceu em 51m01s, o melhor tempo desde que se estreou o novo percurso há três anos. Seguiram-se-lhe Gonçalo Borges (Indiv.) a 32 segundos e Luís Rações (Ingleses FC) a já 2m44s.
Luiz Mota, CBA, a metros do final do GP Mendiga 2016
Luiz Mota, da Casa do Benfica em Abrantes foi o 13º da geral, 2º M45 com o registo de 59:40
Em femininos, Margarida Dionísio (ACR Sª Desterro) venceu tranquilamente em 60m28s, deixando Veronica Scutaru (Indiv.) a já 2m46s com Alexandra Oliveira (CP Alcanena) a 3m41s.
Realizou-se ainda uma Caminhada Rural na distância de 5 km que reuniu escassas três dezenas de participantes.
RESULTADOS 29º GRANDE PRÉMIO DA MENDIGA (27/11)
Masc.: 1º Daniel Gregório (CA Seia) 51.01; 2º Gonçalo Borges (Indiv.) 51.33; 3º (M4044) Luís Rações (Ingleses FC) 53.45; 4º (M4549) João Vaz (CCD o Alvitejo) 54.32; 5º (M3539) Pedro Januário (Indiv.) 55.35; 6º (M4044) Vítor Dinis (ID Vieirense) 56.55; 7º (M4044) Ricardo Oliveira (CR Amieirinhense) 57.14; 8º (M5054) José Durão (C. Benf. Abrantes) 58.02; 9º (M5054) Gabriel Rodrigues (ID Vieirense) 59.01; 10º (M3539) Rui Parrochinha (CD Ribeirense) 59.27; …13º Luiz Mota 59.40 (2º M45 49)… 22º (M5559) Aquilino Ferreira (AC Vermoil) 1.02.31; …24º (M6064) Manuel Costa (CCDT Metro Lx) 1.02.48; … 74º (M6599) Joaquim Gomes (CPR A-do-Barbas) 1.09.23.

Fem.: 1ª Margarida Dionísio (ACR Sª Desterro) 1.00.28; 2ª (F3544) Veronica Scutaru (Indiv.) 1.03.14; 3ª Alexandra Oliveira (CP Alcanena) 1.04.09; 4ª Filipa Moutinho (C. Benf. Abrantes) 1.05.46; 5ª (F3544) Dulcínea Silva (GA Caranguejeira) 1.06.17; …9ª (F4599) Eva Rosa (CD Moitense) 1.28.21